shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : 0.00
View Cart Check Out

Sem Porta Mollis Parturient

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisici elit, sed eiusmod tempor incidunt ut labore et dolore magna aliqua.

União de Santarém quer ‘Cidade Desportiva’ no Campo da Feira

A direção da União Desportiva de Santarém (UDS) apresentou, dia 16 de Fevereiro deste ano, publicamente um projeto para a construção de uma ‘Cidade Desportiva’ no Campo Emílio Infante da Câmara.

Segundo o presidente da Assembleia geral do clube, José Gandarez, trata-se de “um projeto ambicioso” e que “tem de ser a cidade a querê-lo”, daí a opção por ter aberto o debate à população.

Numa sessão amplamente participada, que decorreu na sala da Assembleia Municipal, na ex-Escola Prática de Cavalaria de Santarém, Gandarez explicou que o plano passa pela construção de um estádio de raiz no espaço do atual campo Chã da Padeiras- ampliando a capacidade para 4 mil espetadores- para além de mais dois campos de futebol de 7 e dois de 5, um campo de padel, ginásio, um centro de formação desportiva e uma pista de atletismo.

Segundo o responsável, uma das formas de financiar o projeto, orçado em 15 ME, será a cedência de exploração de um restaurante a construir neste complexo, assim como um centro comercial, para além de investimento privado e eventuais candidaturas a fundos comunitários.

Em cima da mesa está também a implantação de um pavilhão multiusos na Praça de Toiros, numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia, proprietária da ‘Celestino Graça’.

Da autoria do arquiteto Tomás Salgado – que projetou a Cidade do Futebol da Federação Portuguesa de Futebol – o plano, avançar, necessita de cedência do terreno, que é propriedade municipal.

” O que pedimos é que a Câmara de Santarém nos faça a cedência do espaço durante dez anos. Se no final desse tempo, o projeto não estiver implementado, o direito de superfície reverte para o município”, declarou José Gandarez.

 

União Desportiva de Santarém